China inaugura primeira linha de produção em massa de satélites


A China Aerospace Science and Industry Corporation (CASIC) concluiu com sucesso a instalação da primeira linha de produção inteligente em massa de satélite da China. Depois de 429 dias de construção, a linha de produção foi recentemente transferida para a fase de operação experimental.

A linha de produção está localizada no Centro de Manufatura Inteligente da Nave Espacial no Parque Industrial de Satélites em Wuhan. Ela pode realizar as funções de detecção precisa do processo de produção, controle em tempo real da qualidade dos principais processos, coleta e controle de dados de todo o processo de fabricação adotando tecnologias avançadas de fabricação inteligente.

A linha de produção pode produzir mais de 240 satélites pequenos por ano. Desde a produção manual em pequenos lotes de uma única peça até a produção altamente automatizada, os principais elos de processo de mais de 10 processos da linha de produção são todos completados por máquinas, e a eficiência de produção foi aumentada em mais de 40%.

A linha de produção do satélite não só melhora a eficiência, mas também permite a “personalização”. De acordo com diferentes tipos e porte de satélites, existem variados configuração, tamanho e peso. O pessoal de P&D instalou “pés” e “mãos” com a ajuda do mecanismo de movimento de precisão, o tamanho da estação de trabalho é ajustável e dinâmico, podendo alcançar diferentes montagens de alta precisão de peças com tamanhos e pesos variados.

O equipamento pode determinar o tipo de satélite e os requisitos do processo de acordo com o código de barras, e alterar independentemente os procedimentos de produção. Ela envia como feedback a análise de dados e resultados de implementação em tempo real para o terminal de controle da linha de produção, o processo de produção do satélite alcança uma transformação manual para a direção de digitalização, tornando realidade a produção personalizada do lote de satélites.

Fonte: China2Brazil

 

 

Anterior Mercedes-Benz exporta 50 caminhões Accelo para transporte de bebidas no Peru
Próximo Porto de Paranaguá passa a adquirir energia elétrica da Copel Mercado Livre